LÍNGUA  LUSOFONIA  MEDIATECA  NOTÍCIAS

I Simpósio Internacional de Escultura em Cera

Colocado por em Mar 26th, 2010 na(s) categoria(s) Arte, Artes Plásticas, Fotos, Videos. Pode seguir todos os comentários a este texto através de RSS 2.0. Pode comentar ou fazer trackback deste texto

 

Tendo como fonte de inspiração a Semana Santa e as manifestações de fé que marcam esta altura do ano, cinco artistas começaram hoje (sexta feira) a esculpir ao vivo as suas peças, no Largo dos Chorões, em Monchique.

A iniciativa decorre no âmbito do I Simpósio Internacional de Escultura em Cera e até Domingo de Páscoa (4 de Abril) os escultores vão proporcionar aos visitantes e residentes a oportunidade de acompanhar o evoluir do processo de criação das obras em cera, numa iniciativa única promovida pela Câmara Municipal de Monchique (CMM) que conta com a participação de dois escultores estrangeiros e três nacionais.

Genti Tavanxhiu da Albânia e Miguel Isla de Espanha, ambos importantes impulsionadores deste tipo de eventos nos seus países de origem, são os participantes estrangeiros. Os escultores Arlindo Arez, director artístico do evento, Filomena Almeida e Paulo Quaresma são os representantes da bandeira nacional no evento.

As cinco obras que resultarem deste encontro serão depois propriedade da Câmara de Monchique, para valorizar e integrar o património religioso do Concelho, ficando no entanto em exposição até final de Maio no Longevity – Wellness Resort nas Caldas de Monchique.

Neste encontro, que a autarquia monchiquense diz pretender que seja verdadeiramente aberto à comunidade que o acolhe, a escolha da cera como matéria-prima decorre de uma preocupação em explorar e promover as potencialidades de um material que faz parte da identidade cultural do município de Monchique. Já no Sec. XVI e XVII, durante a ocupação Filipina a Cera era uma das grandes fontes de riqueza da actual Serra de Monchique, registando-se grandes produções de mel e cera.

A primeira metade do séc. XVII é uma época de muita ocupação de espanhóis na serra, que se dedicavam essencialmente à produção de colmeias explorando o mel e a cera para consumo e exportação. A cera exportada era utilizada aquando da expansão marítima para iluminação, para betumagem das madeiras e impermeabilização das velas das embarcações.

Em suma, este primeiro simpósio surge como um acontecimento cultural que pretende proporcionar aos residentes e visitantes do Concelho de Monchique um diálogo com novas manifestações artísticas, e estimular o envolvimento de diferentes públicos num intercâmbio social e geracional centrado na comunidade local, suportado no passado deste concelho.

Fonte: Região Sul – 26/03/2010[textads]

Categories: Arte, Artes Plásticas, Fotos, Videos
Tags:

Deixe o seu comentário